Aparências (2004-02-10)


Qual o meu método anticoncepcional preferido, Senhor Doutor?... O preservativo, evidentemente.

Oh Senhor Doutor, quando os homens andam atrás do nosso corpinho andam sempre com preservativos na carteira e preocupam-se imenso em ir ao supermercado ou à farmácia para se abastecerem deste produto essencial à expulsão do seu stress e das suas hormonas. São responsáveis pelos seus actos.

E no entanto, em tempos pensei que a pílula era a libertação da mulher, a oportunidade dela controlar o seu corpo. Mas efectivamente, ao contrário dos GNR não gosto de aparências. Oh Senhor Doutor quando a mulher toma a pílula e permite ao homem não ter de parar num momento dramático para pacientemente abrir a embalagem, retirar o preservativo, enfiá-lo devagarinho e com cuidado sem deixar cair o membro, para depois retomar a actividade e a capacidade imaginativa, o homem assume que deixou de ter responsabilidades nessa área e os métodos anticoncepcionais são responsabilidade da mulher assim a modos como as tarefas domésticas de acordo com a tradicional divisão de papéis sociais.

Oh Senhor Doutor, nos tempos que correm e como diz uma amiga no elogio do preservativo «assim mesmo que ele dê umas voltas por fora nunca traz mais nada para casa».

0 comentários: