Look at the bright side and give me five



A Ana Margens desafiou-me a confessar cinco estranhos hábitos meus e deixou-me de mãos postas em busca de algo que alumiasse esta alma para, ao espreitar para todos os recantos de mim, descobrir onde não bate o reflexo da auréola.

1. Quando alguém me estende uma desculpa esfarrapada para não nos confrontarmos com o sucedido, esperando de mim o clássico dizer-que-sim-e-mais-que-também, costumo perguntar se a loja de onde veio aquela desculpa sofreu algum cataclismo que aquela vinha em muito mau estado de uso. Sou uma desbocada compulsiva.

2. Quando uma gaja conhece um gajo fica logo com a cara dele estampada à frente. E de seguida, olha o rabinho, os dedos das mãos à cata de alianças e quando não despertar muita atenção, avalia o enchimento da braguilha das calças. Ora como gosto de ser prática, após o impacto inicial, observo sempre os polegares que ainda são a medida mais proporcional que conheço. Sou uma pilomante digital e peço-vos que não negueis à partida uma ciência que eu desconheço.

3. Quando vou a uma patuscada de cerveja e o belo do bifinho, começo a medir a simpatia do empregado que atende para lhe pedir se me troca as batatas fritas por arroz ou batatas cozidas, confessando-lhe que é o meu ódio alimentar de estimação desde pequenina. Sou uma anti-pála-pála militante que gosta de comer devagar.

4. Quando já se fumou o cigarrinho e é mesmo para dormir o resto da noite acompanhada, é costume adormecermos agarradinhos, mas após os primeiros cinco minutinhos, pestanejo com o um sorriso de orelha para informar que me vou virar de barriga para baixo porque é a única maneira de adormecer. Tropa é tropa e conhaque é conhaque pelo que para dormir é de cuzinho ao alto.

5. Ando em passinhos pequenos como toda a gente, mas quando encontro um corredor e não está ninguém por perto, desato a correr que o exercício diário moderado só faz bem à saúde e é um prazer e uma excitação correr quando alguém pode aparecer.

E de seguida, nomeio os 5 elos ("vítimas") seguintes, afirmado que continuo a ter em stock um conjunto de cruzes para o caso de me quererem crucificar :
  1. Hipatia (para estrear o regresso da net a casa)
  2. Garfanho (porque além de mais de 5 colegas de trabalho estranhos, tem o hábito de atender ao balcão, olhando as mulheres dois palmos abaixo dos queixos)
  3. Fausta Paixão (para nos dar 5 hábitos para não entender os homens)
  4. PN ( porque os fumos criam muitos hábitos)
  5. Cruzeiro do Tejo (porque as marés e o vento algum hábito estranho devem dar)
(imagem gentilmente patrocinada por Einige Sketche aus Monty-Python's Flying Circus)


0 comentários: