Nivea


Ele é um capricho da pele. Nunca lhe suportei as manias de doutor, como se fosse possível medir a identidade de alguém pelo facto de possuir uma licenciatura. Nem que tivesse um doutoramento que há títulos que impressos nos cheques apenas põe a descoberto uma insegurança profunda. Também me incomodava a bajulação contínua que prestava aos que considerava seus superiores e o fascínio babado pelas figuras conhecidas e públicas como se essas pessoas fossem mais surpreendentes que as restantes.

Mas sei lá se pelas feronomas, se pelo raio que me parta, Senhor Doutor, cada vez que estava a seu lado cheirava-me a toranja e enebriada, só o visualizava às voltas dentro de mim como a batedeira na mousse de chocolate, usando as três velocidades. A sua pele macia e sem rugas, o freio cortado em pequenino que descobria um perfeito chapéu de cogumelo al dente, eram tudo atractivos suplementares que faziam dele o pão ralado onde me rolava como um croquete.

Apesar de ser uma concessão à fêmea primitiva que existe em mim, Senhor Doutor, tenho de polidamente agradecer àquele sujeito a sua pronta disponibilidade para espalhar o creme quando a minha pele precisa.


(imagem gentilmente patrocinada por Stargazer Planetariums )

0 comentários: