Longa vida


Estava aqui deliciada a lamber a tampa do iogurte e por associação de ideias ponderei que engravidar sem ter prazer é uma coisa pouco natural que os dois sexos foram mesmo feitos para potenciar o prazer e levar a espécie a copular desalmadamente.

Faltaram foi os auditores de qualidade e algumas mulheres ficam tão constrangidas que nem a mais eficiente aplicação da técnica do bago de uva as tira do velhinho tema dos Rolling Stone, assim como alguns homens não se adaptam a novas situações e continuam acocorados apenas a abrir alas para o seu Noddy que é uma pressa.

Houve foi quem se lembrasse que a sobrevivência da espécie passa também pela sua diminuição e vai daí inventaram os preservativos, as espumas, os DIU, as pílulas e até os adesivos e ninguém mais se importou com os óvulos únicos mortos todos os meses e com as carradas de espermatozóides que acabam os seus dias em lenços de papel ou na enxurrada da água do duche.

Aquele meu amigo tão cremoso como um iogurte que aconselha "uma por dia, nem sabe o bem que lhe fazia" é que faz uma salutar prevenção geral e sabendo eu também que há crianças que não morrem no primeiro ano de vida, nem de fome, nem de sida, copio o Ary de 1969 para desejar que quem faça um filho o faça por gosto.

0 comentários: