Eufemismo


Estive quase a esmurrar o espelho que com tantos dias no ano para eu contribuir para o Zovirax mais para quem o fabrica em bisnaga, tubinho ou adesivo e tinha de ser justamente hoje o dia da herpes labial.

Moía-me saber que era o dia de ir ter com aquele amigo colorido e embora aquela coisa prantada logo abaixo do lábio inferior à excepção do imenso calor que exalava não arranhasse nada nem me impedisse qualquer movimento de boca, como em qualquer coloração encobre-se quem somos para fazer durar o arco-irís. O mais provável seria ele nem mencionar a ocorrência embora não descolasse os olhos daquele roxo borbulhento.

Enchi-me de creme e ala moça para o ponto de encontro. Ele arqueou ligeiramente as sobrancelhas ao dar com o inusitado mas despejou o seu nariz no meu pescoço para me dar uma abraço nas nádegas e assim me comunicar que o que tem de ser tem muita força.

Tivemos que abdicar de transmitir a infecção a outras partes do corpo mas cumprimos o cavalete desta amizade colorida ao fodermos sem taxas e sem o incómodo de trilhar todo o ritual do primeiro embate.

0 comentários: