Orgulho e castração

(Foto © Amelkovich, Dangerous games 02)

Orgulhava-se de ter sido o amparo de seu pai desde que sua mãe falecera com um mal ruim. Orgulhava-se da dedicação que sempre dispensou ao esposo, especialmente a partir do momento em que ele manifestou Alzheimer e acabou por ficar incontinente e acamado. Habituara-se a admirar e a viver com homens com quem não tinha relações sexuais. Habituara-se a viver castrada como se não pudesse ter orgulho em si.

0 comentários: