Tira a teima

se um dia me aproximar de ti
não penses que é só um flirt
não julgues que é um filme
que já viste em qualquer parte
pensa bem antes de agires
evita ser imprudente
faz a carta do meu signo
e vê à lupa o ascendente

tem cuidado e tira a teima
vê aquilo que sou
tem cuidado e tira a teima
que sou

tu não sonhas ao que venho
não sabes do que sou capaz
eu dou tudo quanto tenho
não funciono a meio gás
vem sentar-te à minha frente
e diz-me o que vês em mim
não respondas já a quente
pondera antes de dizer sim

tem cuidado e tira a teima
porque aquilo que sou fere, rasga e queima
tem cuidado e tira a teima
porque aquilo que sou fere, rasga e queima

(diz-me diz-me se vês o granito
onde a cidade, os grandes temas
diz-me se vês o amor infinito
ou somente um par de algemas)

tem cuidado e tira a teima
porque aquilo que sou fere, rasga e queima
tem cuidado e tira a teima
porque aquilo que sou fere, rasga e queima

tem cuidado e tira a teima
vê aquilo que sou
tem cuidado e tira a teima
vê aquilo que sou


(Clã, Tira a Teima, 2007)


(Foto © Robert Doisneau, 1991, Juliette Binoche)

0 comentários: