Questão prepucial

Se gosto dele com mais ou menos molho que no caso concreto, é mais ou menos pele, não é uma questão relevante mas como é usualmente pouco debatida, pareceu-me ser oportuno não a escamotear.

Uma pila sem circuncisão é como uma tecnologia mais antiga que nunca sabemos o que de lá vai sair nem de quanto tempo vai precisar para correr e demonstrar as suas capacidades (Kirkland2, 2006). Contudo, apesar de mais obscura à primeira vista obriga a uma maior intensidade de focagem nela, exactamente para se garantir que a estamos a utilizar correctamente. É um pénis de coleccionador.

Já uma piça circuncidada é tecnologia WYSIWYG ("What you see is what you get), uma autêntica janela escancarada sobre o conteúdo (Robert Fuller, 2006) que quase se diria que é pegar ou largar. Facilita o contacto sem mistérios independentemente do nosso grau de conhecimentos e experiência adquirida. É um pénis multiusos para todas as gerações.

Em matéria de desempenho, grosso modo, podemos afirmar que a quantidade de pele é proporcional ao tempo de reacção, o que significa que sem prepúcio se é mais rápido na execução do programa (Paul Russel, 1998).

Face ao exposto, a opção por um ou outro modelo parece-me radicar mais na paixão pela velocidade ou não.

(Foto © Paulo Valente/A.Z., 2006,
She 1)

0 comentários: