Interiores


Anos a fio alimentada a milupa de woody allen pelos olhos adentro até que nem embuchava com o seu lado hipocondríaco, de quartos de aspirina diários para o sangue fluir melhor e não engrossar as artérias, de mezinhas para aclarar a voz e muitos sumos de laranja natural para obter a vitamina C para combater as constipações e tudo o que lhe pudesse dar cabo do seu belo corpinho.

É que, em abono da verdade, aquele quarentão era bem mais alto e espadaúdo que o realizador cinematográfico e até nas nádegas rijas se assemelhava mais a um actor hollywoodesco que no campo de acção do leito assumia a estratégia do Rambo e ao ataque meus bravos com a particularidade de cronometrar e contabilizar o número de assaltos.

Começou a franzir a testa às estatísticas que já não eram as mesmas de há vinte anos atrás e a vigiar cada músculo ao espelho até decidir que a solução era o ginásio e comigo de arrasto para lhe estimular a disposição nos aparelhos. Ainda equacionei contra-argumentar que para o efeito não faltariam barbies a exibir-se no local para a massagem diária de olhares masculinos mas pelo lado prático ripostei que sobravam em casa janelas para lavarmos em trajes menores.


[Foto © Spencer Tunick, 2003, Londres; esta imagem não foi visada pelo Metropolitano londrino]

0 comentários: