O prazer do serviço público


Já não bastavam as certidões narrativas completas e toda a papelada necessária aos nubentes para a escritura de casamento, agora até no pós-operatório são os recém-casados obrigados a ser peças da administração fiscal. Apesar dos adjectivos menos calorosos que são usados para com os funcionários públicos é público que é esse estatuto que se pretende atribuir aos portugueses que alterem o seu estado civil para casado. Talvez sejam estas as tão faladas novas oportunidades.







A talhe de oportunidades é também já possível aderir voluntariamente à de colaborador do Público, caso tenha um blogue ou belogue.



[ Para mais informação é possível consultar aqui e aqui, mais aqui e ainda ali, além e acolá.]

0 comentários: