Cinco dias, uma queca

Joana Vasconcelos, 2006, Família Feliz]

Fala-se muito dos emails de conteúdo sexual explícito que circulam no nosso país bem como das horas passadas em sites pornográficos e contudo, a prática indica que os portugueses ligam pouco à queca já que, em média, dão uma de 5 em 5 dias, de acordo com um inquérito realizado pelo Instituto de Ciências Sociais, com base em 3.643 entrevistas, feitas em Portugal Continental, a homens e mulheres entre os 18 e os 65 anos.

É só fazer as contas que como no ditado popular, os portugueses têm mais olhos que barriga.



[Aparte: não sei se o acordo ortográfico passou a semântico e mudou o significado da palavra embargo porque a Lusa o emitiu até hoje logo escarrapachado na 1ª linha e aqui há atrasado, concretamente, no sábado passado, foi a notícia dada pelo DN e CM ]

0 comentários: