Superstição urbana














Depois de uma nega numa sexta-feira treze, ele nunca mais disse "O que tu queres, sei eu!"



0 comentários: