carpe noctem*

Árvore, Maria, moradora numa aldeia da cidade de Almada em que ainda se saudam as pessoas na rua com um bom dia, boa tarde ou boa noite conforme a hora, com o telefone que conheces e o telemóvel que está registado na tua lista ironicamente como MA, mais o endereço de correio electrónico que é público, de nacionalidade portuguesa desde o dia em que nasci alfacinha e para não suscitar dúvidas como nos avisos idiotas de rodapé de emails empresariais, do sexo feminino, menstruada desde os 12 anos e sem menopausa, pela presente formaliza a sua candidatura a trabalhar contigo na área funcional de carpe noctem, à moda de Louise Brooks e Chaplin, nas actividades de restauração, espectáculo e contactos imediatos de 3º grau.

A minha experiência é tumultuosa e dispenso-me de fazer uma entrada separada para cada uma designando-as genericamente como a rua dos homens esquecidos porque nem há lugar a comparações com o teu sentido de humor que me rasa os olhos de lágrimas de alegria e me comprime a bexiga até ao segundo anterior ao da inundação de qualquer cadeira nem com a capacidade das tuas orelhas que superam largamente as de José Rodrigues dos Santos numa interacção oral que me dá a segurança de poder ser quem sou.

As minhas aptidões para o temperamento explosivo e a vontade determinada em não aceitar normas vigentes apenas porque existem alternam com uma meiguice quase infantil, o domínio de vocábulos franceses e alemães e outro vocabulário de cama assente no calão português, conjugado com um primordial uso da língua e de dedos esguios para uma pianada em corpo que se me apresente para ser tocado e quando vislumbro os teus olhos escuros e fundos só me apetece mergulhar neles para descobrir o interior dessa maquilhagem romântica que te individualiza e palpar-te os músculos naquilo que te irmana aos outros homens .

Se me atribuires esta responsabilidade de te fazer sentir vivo enquanto dure, podes me chamar Lulu que direi Oui, c'est moi.


Anexos:
- boletim de vacinação
- atestado de robutez física
- certificado do registo criminal



* Título descaradamente roubado ao Cap

0 comentários: