Ele há coisas que me quecam, que me pinam, que me dão uma cambalhota


E o Blogger em versão rascunho é uma delas. Anda aqui uma gaja a esfalfar-se a gabar-lhe as qualidades de agendar o dia e hora da publicação e até exportar e importar blogues, sem receber um eurinho que seja por isso e a paga que recebe é o gajo piorar o seu comportamento.

Já aqui há atrasado, na versão simples, o gajo havia diminuído as vistas, para poupar espaço, mas até o procurei compreender e gastando mais uns minutitos guardava as imagens noutro lado e conseguia colocar imagens maiores sem perder a qualidade.

Bem me dizia a minha avó que coisa muito gabada sai sempre estragada e este Blogger Draft é a prova disso. Era muito empinocado, uma estampa de gajo mas agora recomenda-me contenção e manda-me apertar o cinto. Deixou de permitir o upload de vídeos directamente e justificar o texto com apenas um clique passou a ser um luxo: ou lhe meto o código html ou fico a chuchar no dedo.

E como se não bastasse ainda me irritou mais neste espírito de poupança vigente com o seu efeito normalizador. Assumo como questão de estilo deixar uma linha em branco entre cada parágrafo e o raça do gajo entende isso como desperdício e vai daí, de sua lavra, quando publica junta tudo e toma lá que já almoçaste.

Ora como na composição gráfica do meu texto mando eu daqui publicamente envio o Draft às malvas e não o torno o meu predefinido.

0 comentários: