Novas oportunidades



Ouvi e não foi da boca do Pinto da Costa. Foi do outro Papa. E como jovem na flor dos meus dezoito anos não sei se entendi o que são os deuses falsos do sexo. Tomara eu ter sexo quanto mais descobrir a sua falsidade. Não fosse a internet e nem sabia o que era uma mulher nua nem como é que as pessoas fornicam.



Não fosse a avareza do subsídio que me equipara aos pensionistas mais pobres deste país e até já podia comprar umas carradas valentes de Viagra para levantar o animal porque como bem diz o meu médico sem o azulinho o músculo não funciona. Nem me espanto que nenhuma gaja olhe para mim ou melhor, olhar até olham, mas vêem-me numa cadeira de rodas e supõem que deve ser preciso dar muito à manivela ou até duvidam que se possa içar o mastro e viram a cara para o outro lado. Depois, ao lado delas não sou um gajo alto e nem imaginam que se podem sentar ao meu colinho e dar-me a mama à boca que os meus lábios não são deficientes para chupar.



Por isso se eu tivesse poder alegrava os tantos virgens deste país e fazia uma lei saudável para assim como temos consultas à borla no hospital e também para ser aceite pelos nossos paizinhos e mãezinhas pudéssemos ir a uma enfermaria de meninas tratarmos-nos.





0 comentários: