Portugalidade muita linda


Os Ena Pá 2000 são uma banda portuguesa que em cada trabalho editado presta sentida homenagem às mulheres portuguesas cumprindo escrupulosamente as cotas para a sua integração.

Já há 14 anos atrás, com um pioneirismo invejável lançaram És Muita Linda, em que a totalidade da capa é ocupada por uma mulher, não na tradicional imagem imediatista de tentação sedutora mas antes num modo contido e discreto que o grafismo de polígonos vermelhos acentua.

Dos 20 temas do álbum, 45% são dedicados a mulheres, a saber, ABC Do Amor, Alcina, Alice, Carla Andreia, Dona, Marisco, A Titi Fez Um Tété, Perversa Adolescente e Puta, enquanto apenas dois são objectivamente referentes aos homens: Bacamarte e Paneleiro.

Contudo, o romantismo entre homens e mulheres é também uma constante da obra dos Ena Pá que neste trabalho ocupa 20 % da produção com Semi-Tango, Fucking Time, Nunca 1 e Nunca 2 através do qual nos fixou na memória frases intensamente apaixonadas como "Nunca, nunca deixarei de sentir ponta por ti".

Finalmente, o grupo não se esquece da realidade nacional em que se insere e isso é patente nas faixas Vida De Cão, LSD 25, Fim-De-Semana Em Vizela e naquelas duas que são quase hinos de portugalidade e dão pelos títulos de Rap Alentejano e Masturbação.

Neste panorama falta é a necessária atitude de consagração dos Ena Pá 2000 dando título e banda sonora a uma telenovela da TVI.


0 comentários: