Virtude virtual


Este mundo virtual tem uma grande virtude. O muso inspirador. Absorvo-o e tudo flui...
Aliás, tenho vários, todos sabem e é público. Sem ciúmes e sem chatices.
E não me digam que é por uns centímetros de pele que sobrevive a monogamia.






[Imagem gentilmente enviada por Boaventura Eira-Velha]

0 comentários: