Energia positiva




A Galp lançou uma campanha sob o lema «Portugal está cheia de lugares vazios» apelando à partilha de lugares nas viaturas e quer parecer-me que esta excelente ideia podia ser estendida a outras áreas da vida dos portugueses.

Estou convicta que Portugal está cheio de camas vazias. Ou mais rigorosamente de camas com um lugar vago. Basta dar uma volta pelo Hi5, Twitter e Facebook para constatar a enorme quantidade de indivíduos e indivíduas que por lá circulam a apregoar que têm um lugar despovoado na cama. Às vezes o espaço até está ocupado mas não preenche integralmente e a fundo as funções que lhe foram confiadas fazendo apenas de corpo presente.

E com o estado actual de crise que ocupa as camas com insónias, olheiras e falta de apetite sexual que até se reflecte negativamente no mundo laboral já que como dizia a minha avózinha quem não é para comer não é para trabalhar, urge aproveitar a energia positiva que a partilha de lugares de cama pode gerar. A ideia é criar uma bolsa ou rede social de pessoas cujas horários coincidam para investirem na produção da energia positiva que o erotismo e o acto sexual produzem. Eventualmente, até se poderia avançar para um programa de entretenimento televisivo como um título do tipo «Partilhe a sua cama comigo» para transmitir em directo as experiências dos concorrentes, motivando assim o típico voyerismo tuga que positivamente contribuiria para os casais nacionais manterem o factor de estabilidade da sua relação bem como para fomentar a adesão de mais participantes no que constituiria um verdadeiro serviço público.

Poderiam até distribuir-se uns crachás com a frase «Partiha a tua cama comigo e pergunta-me o que é energia» ou «Na cama comigo flui a energia» para atingir até aquelas franjas da sociedade que obstinadamente não vêm televisão e assim erguer um intenso orgulho nacional: Portugal Com Tusa.

7 comentários: